Geral

#02 Os sete sinais do tempo do fim

#02 Série | O Rei está voltando

  1. Israel seria restaurada como nação em um dia – (Isaías 66:7-8; Zacarias 3:9; Oséias 3:4-5). No dia 14 de maio de 1948, David Ben-Gurion, o chefe-executivo da Organização Sionista Mundial declarou a fundação do Estado de Israel.
  2. A Terra começaria a florescer e ser frutífera (Isaías 35:1-8; 27:6). Basta ir a Israel para ver como o deserto floresceu. Maravilhoso!
  3. Água romperia o deserto através da irrigação (Isaías 35:6-7; 41:18). Quando vamos a Israel, vemos plantações inteiras irrigadas pelo processo de gotejamento, que é avançadíssimo em Israel.
  4. Jerusalém estaria nas mãos dos judeus e expandiria suas fronteiras (Salmos 102:16).
  5. Judeus retornariam de todas as nações para Israel (Isaías 43:5-6; Jeremias 16:14-16).
  6. As primeiras e últimas chuvas retornariam nos últimos dias (Oséias 6:3; Joel 2:23; Amós 4:7). Em Israel há dois períodos de chuvas: as primeiras, na primavera, a serôdia (últimas) no outono; Estamos vivendo o tempo das últimas chuvas, que anunciam a volta de Jesus.
  7. Os muros de Jerusalém seriam restaurados por estrangeiros e os portões ficariam abertos continuamente (Isaías 60:1-11). Isso aconteceu literalmente em Jerusalém.

Nós somos a geração que testemunhou todas essas coisas acontecerem, e ainda veremos muitos outros fatos que prepararão o retorno do Rei.
Nem todo mundo, entretanto, está feliz com o retorno do povo de Israel para sua terra, e tampouco, com o seu desenvolvimento.
Para muitos, Israel é uma nação moderna que foi estabelecida com a influência dos americanos e britânicos, e nada mais é do que uma nação que está ocupando terras que não são suas legitimamente.
Mas, não se iludam… Quem estabeleceu Israel não foram os britânicos, americanos, ou quem quer que seja! Quem os chamou de todas as partes do mundo foi o próprio Deus de Israel. Aleluia!

Por Lamartine Posella

 

#03 - Jerusalém, a capital do mundo
#01 Da noiva para o exército

6 comentários

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do autor do blog. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O autor do blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
  1. Que foi por britânicos e americanos foi sim, que esse Israel que tá aí não são os descentes de Shem, portanto abraâmicos, mas isso não invalida as promessas de Deus. Tudo isso tem um sentido na vinda de Jesus. E mesmo tendo um sionismo britânico e americano, tudo isso faz parte do final dos tempos.

  2. Não compreendi o item 6, pelo que entendi Israel tem doía períodos de chuva, a da primavera e a do outono. A afirmação diz que essas chuvas retornariam noa últimos dias, sendo que ela nunca “deixaram” de existir, como se daria isso? E como sabemos que estamos vivendo as ultimas chuvas?
    Graça e Paz

Deixe seu comentário