Geral

O medo e o fim dos tempos

Nunca antes na história a sociedade conheceu tantas personalidades quebradas como nesta geração. O número de pessoas procurando os psiquiatras para tratarem suas tensões, depressões e fobias aumenta a cada dia.

Quando homens e mulheres da sociedade moderna deveriam estar menos preocupados com o mundo, em função dos avanços da ciência, mais e mais percebemos o medo tomando proporções epidêmicas.

Este aumento exagerado do medo é profético. Aliás, a autoridade de alguém está intimamente ligada com a veracidade e acuracidade de suas palavras. Cristo, como ninguém, predisse o estado do mundo nos últimos dias.

O amado discípulo, o médico Lucas, descreve com detalhes essa profecia em Lucas 21:25-28: E haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas; e sobre a terra haverá angústia das nações em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas. Os homens desfalecerão de terror, e pela expectação das coisas que sobrevirão ao mundo; porquanto os poderes do céu serão abalados. Então verão vir o Filho do homem em uma nuvem, com poder e grande glória. Ora, quando essas coisas começarem a acontecer, exultai e levantai as vossas cabeças, porque a vossa redenção se aproxima.

O número de filhos assassinados por pais, a violação de filhas por pais, o poder destrutivo da natureza e, ainda, muitos outros absurdos que agridem a vida têm trazido o medo para muito mais perto de nós. É exatamente isso que Jesus queria dizer ao afirmar que os homens desfalecerão de terror. Contudo, para nós, os que cremos, Ele nos anima dizendo: “Ora, quando essas coisas começarem a acontecer, exultai e levantai as vossas cabeças, porque a vossa redenção se aproxima”.

Como enfrentar esse sentimento tão funesto? Assumindo a serenidade e a paz advindas de quem tem a mente do Senhor – I CO 2:16: “quem conheceu a mente do Senhor para que possa instruí-lo? ” Nós, porém, temos a mente de Cristo.

Esse é o momento mais propício para levarmos as pessoas a uma entrega completa a Jesus. Para isso, é fundamental que sejamos cheios da paz que excede todo o entendimento.

Você é uma mulher sábia?
4 motivos para perdoar

Deixe seu comentário