Geral

Por que devemos ser felizes?

Muita gente olha para a busca da felicidade como uma aspiração egoísta. Eu quero, entretanto, contradizer essa opinião. Eu entendo que buscar a felicidade é uma obrigação moral. Na verdade, quando agimos em direção à felicidade, estamos sendo altruístas. Mas como assim, você deve estar pensando?

Entendo que buscar a felicidade é uma obrigação moral, principalmente por causa de como afetamos as pessoas quando somos felizes. Alguém já foi criado por pais felizes? Imagino que sim. Por outro lado, alguém foi criado em lares infelizes? Qual o resultado desses dois cenários diametralmente opostos? Ou então, vamos pensar em uma outra situação: Alguém já teve a oportunidade de trabalhar com pessoas felizes e infelizes? Qual ambiente é melhor? Qual companheiro de trabalho produz mais? A resposta é óbvia! Esta é uma pergunta retórica, que não tem outra conclusão a não ser o fato de que a nossa felicidade afeta profundamente aos outros. Por isso, não devemos ser guiados por sentimentos, mas por um senso de responsabilidade em relação aos outros. Em outras palavras, o mau humor deve ser considerado ruim como o mau hálito. Nos dois casos, as pessoas odeiam conviver com pessoas assim.

Por isso, quero lhe desafiar a tentar ser o mais feliz que você puder. Se não estiver feliz, aja como tal. O resultado disso é que as pessoas serão atraídas para a sua presença, e lhe farão ainda mais feliz. Esse é o chamado círculo virtuoso. Uma atitude correta leva a consequências boas que, por sua vez, atraem outras consequências boas.

Decida ser feliz! Deixe para trás tudo aquilo que alimenta a sua tristeza. Mágoas, ressentimentos, más lembranças devem ser sepultadas. Não espere sentir-se livre; decida ser livre, e você reconhecerá a maravilha da liberdade de alma!

A ética na política
Os Desafios do Cristianismo na Sociedade Pós-Moderna

Deixe seu comentário